21 julho 2006

Educação em falta

A Dani escreveu este manual direcionado para os viajantes: Manual do passageiro consciente. As histórias que ela conta lá acontecem comigo praticamente todos os dias, nas minhas viagens Barra-Centro, Centro- Barra.
Sempre tem gente fumando na fila, logo de manhã cedo, e ainda jogam a fumaça na sua cara. Aquele cheiro embrulha o meu estômago até dizer chega, sem falar no cheiro que fica no meu cabelo. Eu juro que me arrependo, mas já teve vez de eu desejar uma morte bem trágica, com câncer no pulmão no meio, para aquela pessoa. Sinceramente, é muita falta de respeito com as pessoas que não fumam, mas eu também tenho pena, pois é um vício difícil de perder.
Também tem aquelas pessoas sem noção que parece que viram um vidro de perfume sobre si todos os dias. O pior é quando elas sentam ao meu lado no ônibus. A dor de cabeça é certa.
Agora pior mesmo é quando você encontra alguém conhecido, que tomou banho de perfume, e esse infeliz resolve te abraçar. Aquele cheiro impregna em você que para sair só mesmo com um banho completo. Se ela te abraçar logo de manhã cedo, aí a tragédia estará completa, porque será um dia inteiro passando mal, com dor de cabeça e com mal humor.
Teve uma vez trágica. Eu havia acabado de extrair um ciso no dentista. Fui andando devagarzinho para o ponto do ônibus, fiquei um tempão com sol na cabeça esperando o ônibus chegar e finalmente me sentei achando que ia ter sossego. Aí sentou uma velhinha ao meu lado que não parava de falar. Eu estava babando sangue, ainda anestesiada, e a velhinha falando comigo, mesmo depois de eu ter falado que eu estava proibida de falar em excesso por 72 horas pois tinha acabado de fazer uma cirurgia na boca...
Agora hoje aconteceu uma coisa que eu juro que jamais imaginaria! O infeliz sentado ao meu lado tirou um unhex do bolso e começou a cortar a unha! Foi unha voando para todo lado. Juro que eu pensei que ele ia tirar o sapato ali mesmo e começar a cortar as unhas dos pés também. Foi terrível! Mas ainda bem que ele não chegou a tanto... Ufa! :-)
Teve uma vez também, mas aí foi em um restaurante, onde uma mulher tirou uma lixa de unhas da bolsa e ficou lixando as unhas em cima da mesa.
A falta de educação no nosso país anda muito grande. As pessoas estão mesmo sem noção e acho que isso já entrou na cultura do povo brasileiro. As pessoas estão enxergando somente a si mesmas, sem se importar com as pessoas à sua volta.
Será que ainda dá para voltar atrás? Como?

2 comentários:

  1. Chis

    Andei me esforçando muito,
    nessa ultima viagem e tive uma recaída.

    Não posso passar muito tempo sentado que a coluna grita.
    Por isso, não tenho visitado os meus amigos.

    Seu post é ótimo. E ainda tem aqueles que falam sem parar e lhe cospem todo.

    1 cheiro

    ResponderExcluir