10 janeiro 2007

Um bom exemplo

Fiquei sabendo recentemente que Buenos Aires é uma das cidades campeãs em números de casos de bulemia e anorexia. As mulheres, principalmente as adolescentes, se preocupam demais com a aparência e gostam de estar sempre bem arrumadas e elegantes. Parte disso, se dava com o fato de as lojas apenas venderem tamanhos pequenos de roupas. Fiquei triste com esta notícia... mas hoje descobri que lá existe uma lei que obriga as lojas de vestuário a ter todos os números do 38 ao 48 de todas as roupas e que é proibido utilizar as medidas P, M, G e GG. A " Ley de Talles" atinge inclusive roupas vendidas por catálogo e internet. Está aí um exemplo de um governo que se preocupa com a saúde de seu povo. O Brasil deveria pensar em colocar em vigor uma lei como esta. Precisamos de medidas para evitar as muitas mortes que vêm sendo mostradas ultimamente.
Leia mais sobre a "Ley de Talles" aqui.

7 comentários:

  1. Ismael Cirilo - Soié -10/1/07 4:19 PM

    Oi Clóvis, obrigado pelo comentário.
    Aquele abraço,
    Ismael Cirilo Soié -

    ResponderExcluir
  2. Ismael Cirilo - Soié -10/1/07 4:20 PM

    Oi Clóvis, obrigado pelo comentário.
    Aquele abraço,
    Ismael Cirilo Soié -

    ResponderExcluir
  3. ainda bem q estão fazendo algo...
    a ditadura da beleza tá matnaod mta gente.


    beijossssssssss

    ResponderExcluir
  4. Mas acredito que morra muito mais gente por excesso de gordura, do que por falta. O brasileiro está ficando muito obeso. Andam infartando e fazendo muitas cirurgias de estômago.
    Quanto à elegância das argentinas, isso eu notei.

    ResponderExcluir
  5. Passei aqui pra dizer q mudei meu endereço para o blogspot

    http://luluonthesky.blogspot.com

    Atualize por gentileza o link!

    Obrigada!!!

    Big Beijos(Desculpe o Spam!!)

    ResponderExcluir
  6. Chris,

    aqui no Brasil, infelizmente, o governo não se preocupa com nada que diga respeito ao povo ou aos seus problemas.
    Muitas meninas, influenciadas pela pressão da mídia e sem informação ou senso, acabam engrossando o número cada vez mais assustador de bulímicas e anoréxicas. E não há nada nem ninguém que as oriente nesse sentido.
    A Argentina é outra coisa. Outro povo, outra mentalidade. Parece que nós é que vivemos numa época pré-histórica - na verdadeira barbárie.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. xiiiiiii
    www.catitausa.wordpress.com

    ResponderExcluir