17 julho 2007

Como pode a internet viciar tanto?

A maioria dos bloqueiros já perdeu horas e horas na internet, não? É muita coisa pra ler, muitas comentários para retribuir, e às vezes a gente tem a sensação de estar desperdiçando o tempo. Vocês já se sentiram assim? Eu já, várias vezes... mas somente quando não tinha nada mais para fazer. Eu nunca deixei de fazer uma outra coisa por causa disso... de comer, de dormir, de sair... imagina se eu deixaria de cuidar dos meus filhos?! Eu simplesmente não consigo entender como uma pessoa se deixa chegar a este ponto.

Viciado em internet, casal deixa filhas em estado de inanição

Um casal da cidade de Reno, no estado americano de Nevada, pode passar até 12 anos atrás das grades. Viciados em internet e jogos on-line, eles deixaram os filhos em estado de inanição e com outros problemas de saúde. As crianças de 2 anos e 11 meses foram levadas por agentes de segurança e assistentes sociais a um hospital, de onde sairão para um abrigo do estado.

No hospital, enfermeiros tiveram que raspar a cabeça de uma das meninas porque o cabelo estava totalmente comprometido por causa de urina de gato. A outra criança estava com infecção genital.

"Eles tinham comida, mas simplesmente não a deram às crianças porque estavam muito distraídos jogando video games", disse a promotora pública que está cuidando do caso, segundo o Reno Gazette-Journal.

O pai das crianças está desempregado e a mãe faz serviços temporários. Recentemente o casal, na faixa dos 20 anos, recebeu uma herança de 50 mil dólares e torrou praticamente tudo com equipamentos eletrônicos. Eles têm até TV de plasma!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

O Globo Online :: Blogs - Fernando Moreira - Viciado em internet, casal deixa filhas em estado de inanição

Technorati Tags: ,

2 comentários:

  1. cruzes...q absurdo..isos é vício mesmo.

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_.................

    ResponderExcluir
  2. A Internet vicia se a gente tiver tendência a compulsão.
    Eu tenho.

    ResponderExcluir