06 julho 2007

Museu da Dívida Externa

by site do Museu da Dívida ExternaA idéia, a princípio, parece meio estranha, não?
Mas, pode ser que daí saia um passeio interessante.
Este museu, acredito que o único do mundo dedicado a este tema, está em Buenos Aires, na Faculdade de Ciências Econômicas, da Universidade de Buenos Aires.
O tema é muito sério, mas os criadores do museu tentaram manter o ambiente leve e as exibições acessíveis para todos, principalmente para as crianças. Tudo lá é feito de forma criativa, tentando traduzir em uma linguagem compreensível a linguagem complexa da engenharia financeira e a evolução da dívida externa argentina. Por exemplo: uma coleção de estátuas de São Caetano, o patrono do trabalho, mostra como o desemprego cresceu na mesma medida em que a Argentina se endividou. Foram afixadas nas paredes fotos de ex-presidentes e ex-ministros considerados os responsáveis pelo aumento da dependência argentina. Em um canto, uma cozinha de brinquedo, do tamanho de uma casa de bonecas, representa as receitas do FMI. Foi escolhida uma cozinha de brinquedos para demonstrar a inocência dos argentinos que acreditam em receitas mágicas vindas do exterior. Ao abrir a geladeira e o forno, não há comida. Os visitantes também podem procurar dentro de um buraco negro onde foi parar todo o dinheiro emprestado e com ele, a educação, a saúde e os empregos. 
Pode ser interessante, mas só vá se você não tiver nada mais para fazer ou se você se interessa muito pelo assunto.

Endereço: Uriburu 763, subsolo - Centro Cultural Ernesto Sábato
Fone: (54-9-11)4370-6105
Email: museo@econ.uba.ar
Site do Museu da Dívida Externa

Funciona de Terça a Sexta, das 15:00h as 20:30h e nos Sábados, das 11:00h as 20:00h.

2 comentários:

  1. Museu da dívida externa? Realmente muito criativo né?..


    Adoro a música dos Los Hermanos que é homônima ao seu blog.

    ResponderExcluir
  2. Sabe como eu adoro museus e exposições, né? Adoraria conhecer esse, principalmente porque, através do panorama político e econômico é possível conhecer muito da história de um país. E, do jeito que você descreveu, me pareceu bem legal!!! :-)

    Beijão, Chris!

    ResponderExcluir