13 agosto 2007

Despachar objetos de valor?! Nem pensar.

aeropuerto Ezeiza, Buenos AiresDesde a semana passada que estou querendo falar com vocês sobre o despacho de bagagens nos aeroportos. Há anos que eu nunca despacho nada de valor na minha bagagem e acreditava que todo mundo agia igual a mim, mas pelo que vi, não. Ainda existe gente inocente que confia na eficiência e honestidade das pessoas que trabalham nos aeroportos.
A minha fé acabou quando meu sogro foi aos EUA, há uns anos atrás, e despachou inocentemente um DVD player junto com sua bagagem. É claro que não chegou.
Pois bem, se vocês quiserem seguir acreditando, pelo menos não arrisquem aqui em Buenos Aires porque aí será entregar o ouro de bandeja aos bandidos, quer dizer, "abrevalijas", como são chamados aqui.
Na semana passada, o jornal Clarin publicou uma reportagem mostrando como agem os funcionários que passam as bagagens pelo raio-x no aeroporto de Ezeiza. Essa verificação das bagagens deveria ser somente por questões de segurança, mas na realidade o raio-x está sendo usado para localizar os objetos de valor: câmeras, ipods, celulares... e às vezes nem de tanto valor assim: chocolates, perfumes... não dianta colocar cadeado e nem lacrar a bagagem. Os vídeos mostrados deixam a gente revoltado e o pior é que ninguém faz nada! Essas pessoas já estão roubando há anos, de vez em quando prendem uns e outros, mas o problema continua... e acobertado pela polícia, é claro.
Uma vergonha!

Vocês já despacharam alguma coisa de valor? Uma vez eu quis levar um computador que queria dar de presente aos meus irmãos, do Rio para Brasília. Achamos que embalando numa caixa separada e identificando que era um computador, não teria problema pois estaria registrado que foi despachado um computador, mas a TAM nos fez assinar um documento dizendo que sabíamos e concordávamos que eles não se responsabilizariam por nenhum dano ou perda. Isso mesmo, eles não se responsabilizam. Se as empresas aéreas não se responsabilizam, imagina o que não acontece nos bastidores. Graças a Deus, o computador chegou, mas desde então as coisas de valor vão com a gente na bagagem de mão.

Vejam a reportagem e os vídeos no site do Clarin e me digam se não dá muita raiva!

5 comentários:

  1. Chris, quando eu vim de mudança da Coréia, trouxemos nossos computadores em bagagem de check-in, junto com várias coisas importantes. O computador principal passou por Johannesburg, considerado o aeroporto menos seguro do mundo, e não tivemos problema algum. Mas acho q foi sorte, pq os riscos eram imensos, e a gente sabia disso.

    ResponderExcluir
  2. Tá bravo, heim?? Disse a Cilene Bonfim, que as encomendas que saem da Noruega pelo correio com destino ao Brasil estão sofrendo violações e consequentemente roubo. Um mundo sem princípios!!
    Hum...tem prêmio para você no "Luz"!
    Beijus

    ResponderExcluir
  3. cara, q absurdo..uma verdadeira vergonha..o mundo está perdido.


    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_.................

    ResponderExcluir
  4. Chris, o seu já ta no meu reader...os do blogspot funcionam..do blogger.com.br q não..
    mas vou tentar com a dica q me deu..
    mto obrigada.


    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_.................

    ResponderExcluir
  5. Mas quanta bandalheira, né? Não se pode mesmo confiar em ninguém! Esse mundo...

    Beijão, Chris!

    ResponderExcluir