29 agosto 2007

Furto

Ontem estávamos eu e Cecília no Havanna, na Av. de Mayo, quando de repente ela olha para mim, com cara de assustada, e diz: "Mi cartera*!!!". Tomei um susto e na mesma hora comecei a olhar para todo mundo que estava perto da porta, para ver se via algum suspeito tentando fugir com uma bolsa na mão, mas não vi nada... foi muito rápido e nem sabemos como, mas roubaram a bolsa dela. Estávamos sentadas em um canto e a bolsa estava pendurada na cadeira em que a Cecília estava sentada, mas no canto da parede. Era super difícil pegá-la. Nunca me senti tão mal, gente. Não era a minha bolsa, mas tudo aconteceu na minha frente, pois eu estava sentada de frente para ela, e eu não vi nada. O máximo que pude fazer foi ajudá-la a pensar no que fazer: cancelar cartões de crédito, cartões de banco, trocar as fechaduras da casa (pois as chaves estavam na bolsa e havia uma fatura de cartão de crédito com o endereço), avisar no trabalho que roubaram as chaves da escola em que ela trabalha, bloquear os celulares (eram dois!), ir à delegacia...
A garçonete no Havanna foi bem atenciosa, conseguiu os números de telefone da Visa e da Mastercard, emprestou o telefone pra Cecília ligar, anotou seu nome e telefone para ligar caso encontrassem algo e não cobrou a conta.
Quando saímos de lá, encontramos uma policial na rua e perguntamos como registrar a ocorrência. Ela explicou tudo direitinho, deu o endereço da delegacia mais próxima e disse que o Havanna deveria proibir a entrada de crianças pobres porque elas entram com a desculpa de vender coisas e acabam roubando... Gente, será mesmo que foi uma criança? Tá, eu já li sobre alguns casos assim no Brasil, mas eu me senti tão pior com esta informação! Crianças?! :-(

* cartera = bolsa (em espanhol) / billetera = carteira

Technorati Tags: ,

6 comentários:

  1. Ah, se bem que tu manja tbm de chimichurri e pancho né?! :-)

    Sabe tudo essa menina!!!

    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Putz Chris q coisa chata menina. Todo cuidado é pouco.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu possuo um suporte de bolsa que vc coloca na mesa e pendura a bolsa. Quando fiz um passeio até o Uruguai, com o Buque Bus, uma brasileira viu o suporte e achou que pertencia ao restaurante e pediu uma para ela ao garçon. Eu expliquei que era meu e não do restaurante e ela achou interessante. Minhas amigas adoram e sempre tenho de comprar para elas onde eu encontro. Uso sempre, mesmo quando troco de bolsa. É bem bonita a peça e útil.
    Detesto perder qualquer coisa e muito mais de ser roubada.
    Êta mundo louco!!!!

    ResponderExcluir
  4. poxa, q situação chata...dá uma sensaçõa de impotência...


    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_.................

    ResponderExcluir
  5. Diogo, eu aprendi que pancho é cachorro-quente aqui na Argentina e que no México se chama perro-caliente.
    Chimichurri é um molhinho que não gosto muito não, gosto mais da salsa criolla que é parecido com o vinagrete do Brasil. :-)))

    ResponderExcluir
  6. Micha e Lulu, foi muito chato mesmo... fiquei me sentindo meio culpada, nem sei porquê. :-)))
    Nice, esse suporte é bem interessante, mas me parece que não impediria o roubo. Outro dia eu vi aqui no Hard Rock Café uma tirinha com fecho, daí você prende a bolsa na cadeira. É difícil de abrir, mas me parece bem mais eficaz contra roubo. :-))

    ResponderExcluir