25 setembro 2007

Queimadinha básica

Eu estava cozinhando algo, me distraí e a comida passou um pouco do ponto. Não chegou a queimar, mas fez uma fumacinha.
O interfone tocou e era o pessoal da segurança perguntando se estava tudo bem porque o alarme de incêndio tinha disparado!
Puxa, não posso nem queimar a comida sem que fique um monte de gente sabendo?!
Não estou acostumada com essas modernidades! :-))))))))))))))

12 comentários:

  1. Oi Chris... Sabe que teu comentário me fez pensar... Acho que o problema é exatamente esse: eu estar procurando a exceção! rs... Essa minha mania de só gostar do que é difícil só me coloca em fria... rsrs :-P
    Quanto à queimar a comida, isso é normal! Pior é quando vc chama seus amigos pra um jantar típico brasileiro e derruba meio envelope de pimenta do reino no feijão, como eu fiz! Hahahahaha. O jeito foi preparar todo mundo antes do jantar com bastante caipirinha pra que não percebessem muito a mão pesada na pimenta... e pasme, funcionou! (caso contrário eles não teria se aventurado a comer na minha casa de novo... ou teriam??? rs).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu uma vez esqueci, por segundos, a frigideira no fogo, lá no apartamento do meu filho em Winnipeg e foi um fumacê só. O alarme disparou e eu nem sabia como desligá-lo. Ficou berrando e eu nervosa. A sorte é que meu filho vinha chegando e desligou. Que mico!!! Lá os prédios são feitos de madeira e é muito perigoso qualquer foguinho.

    ResponderExcluir
  3. Hehehehehehehehe, mto bom!!!

    Agora, não me diz que esse que eu postei agora tu tbm não conhece?!

    Se não, por favor, vai HOJE lá!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Michele: Haha... ou então eles gostam muito de vc e fingiram que não perceberam pra não te magoar. :-)))
    Nice, o daqui não faz barulho, só acende uma luz vermelha e avisa lá na sala de segurança. Se fizesse barulho, seria pior ainda. :-))
    Diogo, não conheço o Sucre também. Tô mal, hein? :-))))

    ResponderExcluir
  5. Cá entre nós, não seriam os autóctones aí chuchando demais a vida alheia?

    Besos calientes.

    ResponderExcluir
  6. Autó oquê?!?! Ordisi! Preciso estudar muito mesmo pra conseguir manter um diálogo com você. Você é inteligente demais! :-)
    Mas às vezes acho sim que falta um pouco de privacidade.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho bom isso sim, vários incêndios acontecem a partir de uma comida queimada no fogo sabia?
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu tb acho legal, só que achei meio exagerado. Foi uma fumacinha de nada... tava muito longe de ser um incêndio.

    ResponderExcluir
  9. Oi, eu sou argentino...
    1) Nos nao odeiamos aos brasileiros, os brasileiros odeiam aos argentinos, eu trabalho perto de brasileiros e ninguem odeia a ninguem :P mas ele diz que no brasil o argentino é odeiado :S.

    2) Alem de todo eu acho que 50 pesos por um jantar e coisa pra fazer de vacacoes!!!!! e custoso!!!

    3) As argentinas sao as mulheres mais bonitas do mondo! eu conheco muitas brasilerias, nao sao tao bonitas...muito maquigem!!!!

    Beijos de Argentina!!!
    Perdao por meu portugues faz 2 anos que nao falo!!! eu tenho esquecidas muitas coisas!!

    ResponderExcluir
  10. Eu era mestra em comida queimadinha. Colocava tudo no fogo e vinha para o teclado. Esquecia da vida. Coisas da mordernidade. ;)

    ResponderExcluir
  11. Juan, estás de broma, no?! Las brasileñas usan demasiada maquilagen?! :-))))))
    Eu concordo que as argentinas são bonitas, mas as brasileiras são tão bonitas quanto elas. São belezas diferentes. :-P
    50 pesos para duas pessoas. 25 pesos por un jantar não está mal, me parece bem barato. Para os brasileiros é mais ainda, pois 1 peso = 0,60 reais.
    Seu português está muito bom, não se preocupe. Vamos entrar em um acordo? Ninguem odeia ninguém. Brasileiros e argentinos se amam! :-)

    ResponderExcluir
  12. Ih, Palpiteira! Sério mesmo? :-)))Eu não fui pro computador não. Me sentei um pouquinho pra descansar as pernas e em questão de dois minutinhos, subiu a fumaça. Mas uma queimadinha deixa a comida mais gostosa, né? Adoro arroz queimado (de leve, não torrado). :-)))

    ResponderExcluir