06 setembro 2010

O dia em que a Ju descobriu que nem toda criança é digna de confiança…

Hoje conheci uma peruana que ficou super feliz de poder falar espanhol comigo! Para quem não sabe, já morei na Argentina e então falo espanhol. Aliás, eu pensei que meu espanhol estivesse bem pior, depois de tanto tempo sem falar… :-)
Ela tem um filho de 1 ano e 4 meses, que se chama Julian (olha que coincidência!). Na hora eu pensei “que bom! Um amiguinho pra Ju” e vocês adivinham qual foi a primeira coisa que o menino fez? Tacou um monte de areia no rosto da minha Jujuzinha. Entrou nos olhos e ela ficou meio assustada com o ato gratuito de violência e chorou. A menina não está acostumada com estas coisas. 
Putz! O moleque acabou com qualquer chance de amizade que poderia surgir, né?! E eu pensei mesmo que poderia ser uma bela amizade.
Eu me surpreendi, pois sempre achei que na primeira vez que uma criança fizesse alguma maldade com a Ju eu a agarraria pelo pescoço e daria uns bons tabefes, mas não, me controlei e aceitei o pedido de desculpas da mãe.
:-))))

Ps1.: para quem não entende sarcasmo: lógico que eu sei que a criança não fez por maldade. Eles estava brincando, com o maior sorriso no rosto, pensando que iria agradar.
Ps2.: o nome da mãe é Juliana. Nunca quis tanto que meu nome fosse algo parecido com Júlia na minha vida. Fiquei me sentindo super deslocada. A única com o nome diferente… :-)
Ps3.: coincidências demais com este negócio de nomes… não sei não, mas acho que isso é um sinal de algo que ainda não sei.

2 comentários:

  1. eita,q deve dar raiva mesmo..mas é criança, né?
    eu acho cafona o nome do filho ser parecido com o da mãe..ehehehe


    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderExcluir