25 outubro 2010

Paris – Quinto Dia – Igreja de Saint Sulpice, Museu do Louvre, Jardim de Tuileries, Academia Nacional de Música, Galerias Lafayette

Bom, como disse para vocês, este dia não haveria transporte, então teríamos que fazer tudo a pé. Marido olhou no mapa (eu pra mapas sou uma perdição) e disse que era muito menos do que a gente tinha andado no primeiro dia. Eu falei “Ah, moleza!” e lá fomos nós ao Museu do Louvre. Eu não poderia ir embora de Paris sem conhecer o Louvre, né? Fala sério.
No caminho, marido viu que estávamos pertinho da Igreja de Saint Sulpice. Demos uma desviadinha e fomos até lá.
image
A fachada estava em reformas, mas a Ju adorou a fonte que ficava em frente. É uma igreja linda.Veja mais fotos aqui.
Mais uma caminhadinha e chegamos ao Louvre.
image
A fila estava enorme, olhem lá… mas lá foi o único lugar em Paris em que nos deram prioridade por estarmos com um bebê. Mandaram a gente lá pra frente, passamos pela revista, e nos mostraram o elevador. Adorei! :-)
imageMuita gente acha loucura ir ao Louvre com uma criança, mas haviam bastante crianças por lá e a Ju adorou. Óbvio que foi meio estressante porque criança é criança, né? Ela queria mexer em tudo e dava um pouco de aflição na gente. :-) O chato foi ter que ficar carregando o carrinho, subindo e descendo escadas. Só lá dentro é que o marido falou que ele devia ter pego o tour (aqueles de fone de ouvido, sabem?) para deficientes porque aí certamente ele iria guiando a gente pelos  caminhos com elevadores. Bom, fica a dica pra quem vai depois da gente. Aprendam com os nossos erros. :-)
Adorei ver a Monalisa, mas não consegui uma foto descente…
Ah, e lá dentro eles têm uma paranoia louca com carrinhos “abandonados”. Se você der dois passos pra longe dele, lá vem alguém reclamar…
A Ju adorou que até fez pose pra fotos. Pena que o papai só consegui fotografar de longe e meio de lado, mas dá pra ver. :-)
image
Veja mais fotos do nosso passeio no Louvre aqui.
De lá, fomos passear no Jardin des Tuileries.
image
Lindo! Lindo! Lindo! Só indo lá mesmo para entender, mas vocês podem ver mais fotos aqui.
Infelizmente, a Ju dormiu durante todo o passeio pelo jardim… uma pena, pois tenho certeza de que ela iria adorar!
Andamos até a outra ponta do jardim e de lá fomos à Academia Nacional de Música. Logo que chegamos, fiquei meio triste porque a fachada estava em reformas e toda coberta… resolvemos dar a volta e ver como estava do outro lado e lá não estava em reformas. :-)
image
Linda também. Veja mais fotos aqui.
Depois, demos um pulo nas Galeries Lafayette, já que todo mundo fala tanto. Achei o edifício lindo, mas lotado demais! Detesto lugares assim, com gente demais… e ainda ficamos presos no elevador!
image
Não sou uma pessoa consumista, talvez por este fato de não gostar de lugares muito cheios, então achei esta visita dispensável. O edifício é muito bonito, mas mal dá pra ver, com tantas mercadorias e gente. Já se você é daquelas pessoas que não dispensam umas comprinhas quando viaja, acho que vale a pena sim.
Marido pediu pra ir embora, concordei e falei que queria comer crepe, pois não iria embora de Paris sem experimentar os famosos crepes franceses. Então, voltamos ao restaurante em que estivemos no primeiro dia, lembram? Só que desta vez o atendimento foi bem ruim… comi crepe de chocolate mas não achei nada demais! Comi iguais na Alemanha, não tinham nada de especial.
Ah, e outra coisa que compramos mas não lembro mais que hora… estávamos passando por uma ruazinha quando vi uma boulangerie com umas coisas lindas no balcão e vi os macarons, outra coisa que eu tinha declarado que não iria embora sem experimentar. :-)
O nome da confeitaria era Gosselin. Foi a mais bonita que vi por lá… Eu nem sabia se era boa ou não, mas uma rápida pesquisada no Google me disse que é uma das melhores. Os macarons sim, adorei! Pena que compramos pouco e acabaram rapidinho. :-)
Andamos mais um pouquinhos pelas ruas…
image
A arquitetura da cidade é linda!
Depois, voltamos pro hotel para arrumar as malas porque no dia seguinte seria só aeroporto e casa.
Infelizmente, não deu para conhecer toda a nossa listinha. No final, ela ficou assim:
1. Torre Eiffel e arredores: ao entardecer, para ver as luzes da cidade se acenderem.
2. Passear na Champs Elysees
3. Notre Dame: de preferência, vista de costas - de onde pode-se observar melhor os arcos góticos. E subir nas torres pra ver os Gárgulas de perto
4. Museu do Louvre
5. Galerie lafayettes
6. Igreja de Sacre Coeur, passear por Montmartre
7. Palácio de Versailles
8. Os mercados de rua, como os da Rue Mouffetard ou da Rue Cler Considerei o Mercado Flutuante
9. Jardim de Tullieres ou Louxembourg
10. Passar um dia na Disney
Não considero mal, não…
A Ju e eu adoramos Paris, mas marido saiu de lá dizendo que nunca mais voltava porque não gosta de pagar pra ser mal atendido e só de castigo está lá agora, à trabalho. :-))))))
Não o levem à mal, não foi pela cidade em si, mas em vários lugares fomos mal atendidos, por pessoas mal humoradas, e teve um homem que veio implicar porque estávamos com o carrinho no metrô… Ah, e também teve um episódio no aeroporto. Eu não deixo estas coisas estragarem meu passeio, trato logo de ignorar e esquecer, mas marido é esquentado. Quem conhece, sabe. :-)
Mas é bom que você fique sabendo disso e vá preparado para passar por alguns aborrecimentos deste tipo.

Ps.: Tenho mais umas coisinhas para contar, mas vou fazer outros posts porque este já está grande demais.

2 comentários:

  1. Adorei seu blog!! Linda viagem, meu sonho de consumo que no momento esta longe de se tornar realidade.Parabens pela família linda!!
    Abraços,

    Elenice
    elenicepinheiro@oi.com.br

    ResponderExcluir
  2. Elenice, obrigada! Paris é uma cidade cara mesmo, mas um dia você consegue realizar o seu sonho. :-)
    Bjs!

    ResponderExcluir