12 novembro 2010

Aos pais sem noção – não só a eles…

Quando li este post chamado “Aos pais sem noção” do blog Aprendiz de Mãe, da Thaís Rosa, fiquei revoltada, mas meio que compreendi porque acho que alguns pais, tios, avós, podem não saber exatamente o quão violento o filme pode ser ou até mesmo não entender ou nunca ter pensado nos danos ou consequências que isto possa vir a causar nas crianças.
Acho que é dever das instituições envolvidas cuidar do bem estar das crianças e compreendo que os cinemas ficaram numa posição ruim pois não podem proibir se a lei regrediu e deixou de ser proibitiva para ser apenas indicativa. Nem quero discutir porque houve este retrocesso (provavelmente muito lobby da indústria cinematográfica, né? Visando o lucro… sempre o lucro). Mas ainda acho que tem que ficar muito claro para as pessoas de que tipo de filme se trata e que ele pode prejudicar uma criança que não esteja dentro da faixa etária indicada ao filme. Se ainda assim a pessoa quiser entrar com a criança, aí realmente, não tem nada mais que possa ser feito…
O que me tem atormentado é que outro dia fiquei sabendo que uma instituição que eu admirava e idolatrava muito, que tem por objetivo promover um pouco de lazer às mães e pais com bebês em casa e que acabam privados do seu tão amado cinema, o CineMaterna, estava promovendo sessões de cinema com o mesmo Tropa de Elite 2.
!!! ?????? !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Chocada!!!
Sei que no site deles eles falam que até 18 meses os bebês não acompanham e nem compreendem o filme. Não sei em que foi baseada esta informação, mas eu tenho uma filha de pouco mais de 2 anos e sei que pouco depois de 1 ano eu parei de assistir novela das 8 com ela por perto pois notei que ela imitava algumas coisas. As cenas de beijos e de casais na cama sempre viam seguidas dela querendo me beijar na boca e pular em cima de mim, me abraçar. Comecei a ficar preocupada. Mesmo que ela não esteja compreendendo, não a quero imitando coisas de adultos antes da hora e muito menos imitando bandidos com armas na mão e crescendo achando que é normal.
Enfim, é preciso mudar a mentalidade de achar sempre que a gente não tem nada a ver com isso pra evitar a nossa responsabilidade. O CineMaterna tem sim o poder e o dever de alertar e orientar pais sobre este tipo de filme e mais, a obrigação de não promover e nem facilitar que absurdos como estes aconteçam.
Quanto ao filme, não é que eu seja contra. Eu quero muito vê-lo! Vi o primeiro e gostei muito, mas jamais o verei com a minha filha junto. E o problema não é só com ele, mas com qualquer filme que não seja adequado para uma criança; seja ele de terror, um romance ou qualquer outro tipo.

3 comentários:

  1. É isso aí! Apoiadíssima!

    Lí seu comentário no blog da Thaís e vim aqui ver seu blog. Me deparei com este post tão bom quanto o que a Thaís escreveu.
    Realmente falta noção nos pais, na sociedade. Fiquei muito admirada também com o CineMaterna por inserir um filme desses no cardápio! Sai totalmente do propósito. O que temos a fazer é reclamar, questionar.

    É claro que uma criança imita as imagens assistidas e se for algo tão violento quanto Tropa de Elite, o problema não é o só de imitar o comportamento, faz de ferir a criança psicológicamente.

    Beijos
    Pri e Bia

    ResponderExcluir
  2. concordo com vc, e a classificaçao etária do filme existe pra ser seguida.
    essas novelas são perdidas total.
    até malhação, os jovens só falam em transar, assim mesmo. um agarra-agarra...cada coisa terrível, eu fico chocada pensando nos jovens assistindo e sendo influenciados. e crianças entao? esse horário...

    Um ótimo fim de semana para você!!!

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderExcluir
  3. Priscila, pois é. Fiquei muito preocupada e decepcionada.
    É uma pena, né?
    ----------------------------------------
    Micha, é mesmo?!?! Malhacao, que passa super cedo? Que absurdo!!! Eu nao sabia, tem muuuuuuuitos anos que nao assisto. :-(

    ResponderExcluir