07 novembro 2011

A difícil tarefa de alimentar um filho

Ando tão cansada, tão sem rumo, no que diz respeito à alimentação da Ju. Ela anda tão enjoada e só piora... de uns tempos pra cá, só quer saber de comer salgadinhos, até no café da manhã.
São tantas as discussões tentando explicar que salgadinho não é comida e que ela tem que comer outras coisas. Acho que a solução é não comprar mais.
Antes, ela só queria saber de comer macarrão com molho branco, de vez em quando eu conseguia convencê-la a comer um macarrão a bolonhesa para pelo menos ter uma carninha, né? Mas parece que agora nem macarrão ela quer mais.
Ela chega da escola morrendo de fome, mesmo quando a professora diz que ela comeu bem. Ainda no carro, já começa a chorar e grita por biscoito (é salgadinho, na verdade, que ela quer). Não dou, quando chegamos em casa, normalmente já tenho a comida pronta pra ela. Ela come 2 ou 3 colheradas e pronto.
Ando tão sem idéia já do que cozinhar. Não tenho mais ânimo nenhum pra tentar coisas novas pra ver se ela come porque ela simplesmente se recusa a experimentar coisas novas. Solta logo um "IIiuuuu!" ou "Eca!" e nem sequer dá uma chance para o prato que na maioria das vezes está uma delícia!!!
Nem as frutas, que antes ela comia aos quilos por dia, ela tem comido mais. Quando muito, umas uvinhas e uns pedacinhos de melancia.
Todo mundo diz que é normal, mas é tão estranho ver uma criaturinha que adorava beliscar os legumes enquanto a mamãe cozinhava (até cenoura crua, que hoje ela não quer nem ver na frente dela) se tornar nesta pessoa tão enjoada pra comer...
Pelo menos um consolo é saber que não sou a única nesta luta.

2 comentários:

  1. Que chato! Olha, não entendo nada desse mundo infantil, mas dando meus pitacos que tal fazer sanduiches talvez ela aceite melhor as verduras e carnes. Outra ideia seria fazer desenhos com a comida, tipo rostinhos, pintinho...

    Espero ter ajudado. =D

    ResponderExcluir
  2. Acho que este é um dos efeitos que a convivência como outras crianças trazem; porque ela quer comer o que os outros comem e nega comer aquilo que os outros tambem acham ruim. Quem sabe você pegar fotos ou filmagens que fazia à época que ela comia bem, ela reve os conceitos? As crianças são influenciáveis e mostre para ela crianças que comem muitos salgadinhos como ficam; vale apelar para a vaidade!
    Se você pedir assessoria para a super Nanny, ela dirá: Não tenha em casa e deixe sua filha passar fome. Com fome a criança come! (rs*) Eu sei que ficamos com dó e ficar longe o dia todo dá uma certa vontade de fazer as vontades, mas pense que este hábito repetidamente só trará prejuízo para a saúde. Pode ser uma fase e não fique muito preocupada. Se ela perceber que você fica nervosa na hora das refeições, vai fazer chantagem.

    Chris, vim lhe fazer um convite!
    Amanhã, dia 08 de Novembro, acontecerá a 3ª Edição do BookCrossing Blogueiro e nessa postagem faço a chamada. Gostaria de contar com a sua presença e/ou divulgação. O pontapé do BB é amanhã, mas poderá participar quando quiser!
    No blogue explico porque a chamada ficou para a última hora.
    Boa semana!
    Beijus,

    ResponderExcluir